Conservação in vitro de mangabeira da região nordeste do Brasil.

Item request has been placed! ×
Item request cannot be made. ×
  Processing Request
  • Additional Information
    • Alternate Title:
      In vitro conservation of mangaba tree in Northeast Brazil.
    • Subject Terms:
    • Author-Supplied Keywords:
      abscisic acid
      Apocynaceae
      mannitol
      slow growth
      ácido abscísico
      Apocynaceae
      crescimento lento
      manitol
      Language of Keywords: English; Portuguese
    • Abstract:
      The mangaba tree (Hancornia speciosa Gomes) is a species whose natural occurrence has suffered great human pressure, which is causing genetic erosion in many populations, especially in the Northeast Brazil. Due to the existence of few collections of mangaba tree preserved ex situ, it's important to develop a complementary and alternative method to germplasm conservation of this species. The use of techniques of plant tissue culture for conservation of plant genetic resources presents several advantages over germplasm conservation in the field, especially when focusing cost reduction for the maintenance of collections, sanitary risk and weather problems. The present research aimed to evaluate the effectiveness of regulators osmotic mannitol and the growth inhibitor abscisic acid on the in vitro conservation of mangaba microcutting under slow growth. The cultures were maintained in MS medium with 3% sucrose and 0.6% of agar. The experiments were conducted in a randomized blocks design in a growth room with temperature ranging from 26+2°C, average relative humidity around 70% and photoperiod of 12 hours of cold white light (52μmol m-2 s-1 irradiance). It was evaluated five concentrations of mannitol (0, 10, 15 and 20g L-1). Mannitol in the presence of the length of shoots showed values below the control, but after 90 days of in vitro culture was observed deleterious effect of mannitol in microcutting. It was tested five concentrations of abscisic acid (0; 0.5; 1; 2 and 4mg L-1) in interaction with two types of sealing bottles (plastic cover and threaded aluminum foil ) and two types of explants (apical and basal microcutting). Abscisic acid (0.5mg L-1) showed better results for in vitro conservation of seedling of mangaba microcutting grown in flasks sealed with aluminum foil. There was no significant effect of explant type. [ABSTRACT FROM AUTHOR]
    • Abstract:
      A mangabeira (Hancornia speciosa Gomes) é uma espécie cujas regiões de ocorrência natural vêm sofrendo grande pressão antrópica, a qual está provocando erosão genética em muitas populações nativas, principalmente da região Nordeste. Em virtude da existência de poucas coleções de mangabeira conservadas ex situ, evidencia-se a importância do desenvolvimento de um método alternativo e complementar para a conservação de germoplasma dessa espécie. A utilização de técnicas de cultura de tecidos de plantas para a conservação de recursos genéticos apresenta diversas vantagens sobre a conservação de germoplasma no campo, destacando-se a economia de recursos financeiros para a manutenção das coleções, redução de riscos fitossanitários e intempéries climáticas. Por esse motivo, o presente trabalho teve como objetivo avaliar a eficiência de regulador osmótico (manitol) e inibidor de crescimento (ácido abscísico) na conservação in vitro de microestacas de mangabeira por crescimento lento. As culturas foram mantidas em meio MS com 3% de sacarose e 0,6% de agar. Os experimentos foram conduzidos em delineamento inteiramente casualizado, em sala de crescimento com temperatura variando de 26+2°C, umidade relativa do ar média em torno de 70% e fotoperíodo de 12 horas de luz branca fria (52μmol m-2 s-1 de irradiância). Foram avaliadas cinco concentrações de manitol (0, 10, 15 e 20g L-1). Na presença de manitol, o comprimento da parte aérea apresentou valores numéricos inferiores à testemunha, mas, aos 90 dias de cultivo in vitro, foi observado efeito deletério do manitol nas microestacas. Em relação ao ácido abscísico, foram testadas cinco concentrações (0; 0,5; 1; 2 e 4mg L-1) em interação com dois tipos de vedação de frascos (tampa plástica rosqueada e papel alumínio) e dois tipos de explantes (microestacas apicais e basais). O ácido abscísico (0,5mg L-1) apresentou melhores resultados para a conservação in vitro de microestacas de plântulas de mangabeira cultivadas em frascos vedados com papel alumínio. Não houve efeito significativo do tipo de explante. [ABSTRACT FROM AUTHOR]
    • Abstract:
      Copyright of Ciência Rural is the property of Ciencia Rural and its content may not be copied or emailed to multiple sites or posted to a listserv without the copyright holder's express written permission. However, users may print, download, or email articles for individual use. This abstract may be abridged. No warranty is given about the accuracy of the copy. Users should refer to the original published version of the material for the full abstract. (Copyright applies to all Abstracts.)
    • Author Affiliations:
      1Núcleo de Estudos em Recursos Naturais, Universidade Federal de Sergipe (UFS), São Cristóvão, SE, Brasil
      2Embrapa Tabuleiros Costeiros, Av. Beira Mar, 3250, Praia 13 de Julho, CP 44, 49025-040, Aracaju, SE, Brasil
      3Embrapa Mandioca e Fruticultura Tropical, Cruz das Almas, BA, Brasil
    • ISSN:
      0103-8478
    • Accession Number:
      10.1590/S0103-84782011000100010
    • Accession Number:
      58036456
  • Citations
    • ABNT:
      SÁ, A. de J.; LÉDO, A. da S.; LÉDO, C. A. da S. Conservação in vitro de mangabeira da região nordeste do Brasil. Ciência Rural, [s. l.], v. 41, n. 1, p. 57–62, 2011. Disponível em: . Acesso em: 19 out. 2019.
    • AMA:
      Sá A de J, Lédo A da S, Lédo CA da S. Conservação in vitro de mangabeira da região nordeste do Brasil. Ciência Rural. 2011;41(1):57-62. doi:10.1590/S0103-84782011000100010.
    • APA:
      Sá, A. de J., Lédo, A. da S., & Lédo, C. A. da S. (2011). Conservação in vitro de mangabeira da região nordeste do Brasil. Ciência Rural, 41(1), 57–62. https://doi.org/10.1590/S0103-84782011000100010
    • Chicago/Turabian: Author-Date:
      Sá, Aline de Jesus, Ana da Silva Lédo, and Carlos Alberto da Silva Lédo. 2011. “Conservação in Vitro de Mangabeira Da Região Nordeste Do Brasil.” Ciência Rural 41 (1): 57–62. doi:10.1590/S0103-84782011000100010.
    • Harvard:
      Sá, A. de J., Lédo, A. da S. and Lédo, C. A. da S. (2011) ‘Conservação in vitro de mangabeira da região nordeste do Brasil’, Ciência Rural, 41(1), pp. 57–62. doi: 10.1590/S0103-84782011000100010.
    • Harvard: Australian:
      Sá, A de J, Lédo, A da S & Lédo, CA da S 2011, ‘Conservação in vitro de mangabeira da região nordeste do Brasil’, Ciência Rural, vol. 41, no. 1, pp. 57–62, viewed 19 October 2019, .
    • MLA:
      Sá, Aline de Jesus, et al. “Conservação in Vitro de Mangabeira Da Região Nordeste Do Brasil.” Ciência Rural, vol. 41, no. 1, Jan. 2011, pp. 57–62. EBSCOhost, doi:10.1590/S0103-84782011000100010.
    • Chicago/Turabian: Humanities:
      Sá, Aline de Jesus, Ana da Silva Lédo, and Carlos Alberto da Silva Lédo. “Conservação in Vitro de Mangabeira Da Região Nordeste Do Brasil.” Ciência Rural 41, no. 1 (January 2011): 57–62. doi:10.1590/S0103-84782011000100010.
    • Vancouver/ICMJE:
      Sá A de J, Lédo A da S, Lédo CA da S. Conservação in vitro de mangabeira da região nordeste do Brasil. Ciência Rural [Internet]. 2011 Jan [cited 2019 Oct 19];41(1):57–62. Available from: http://search.ebscohost.com/login.aspx?direct=true&site=eds-live&db=asn&AN=58036456&custid=s8280428